Primeira semana da Avaliação Trienal 2013 analisa cursos das Ciências da Saúde e Exatas e da Terra

postado em 1 de out de 2013 06:54 por Diretoria de Avaliação   [ 1 de out de 2013 06:54 atualizado‎(s)‎ ]
Publicada por Coordenação de Comunicação Social da Capes   
Segunda, 30 de Setembro de 2013 11:51

Tem início nessa segunda-feira, 30, na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a Avaliação Trienal 2013, que avaliará todos os 5.700 cursos de mestrado e doutorado, com base nas atividades dos anos de 2010, 2011 e 2012. Segundo o presidente da Capes, Jorge Almeida Guimarães, essa rotina que acontece a cada três anos, há 40 anos, tem como objetivo continuar a expansão da pós-graduação brasileira, que tem apresentado crescimento de 10% ao ano.

trienal-3092013-IMG 9877
Durante a abertura, presidente da Capes ressaltou a expansão da pós-graduação brasileira (Foto: Guilherme Feijó - CCS/Capes)


Para o diretor de Avaliação da Capes, Livio Amaral, este é o exato momento para retratar a frase "A Capes somos todos nós". "Não existe no mundo nada parecido com a avaliação que fazemos. Essa experiência, que é singular no país, é um patrimônio da comunidade acadêmica. Por meio dela, conseguimos subsídios para fazer avanços na pós-graduação, na ciência, tecnologia e inovação do país."

Pós-graduação e educação básica
O presidente da Capes, Jorge Almeida Guimarães, também destacou a importância do envolvimento da pós-graduação com a educação básica, que desde 2007 faz parte das atividades da fundação. "Temos uma ideia de que, futuramente, os cursos de pós-graduação que tenham ligação com cursos de licenciatura – matemática, biologia etc – possam 'adotar' escolas de nível médio para ajudar no desenvolvimento, como parte das suas atividades. Assim, acoplando as atividades da pós-graduação nas atividades da educação básica, será possível uma transferência de conhecimento do que já foi feito na pós-graduação para um maior avanço na educação básica."

O papel da Capes na avaliação da pós-graduação foi elogiado pelo ministro da Educação interino, José Henrique Paim. "Este momento é muito importante para o crescimento da pós-graduação e a Capes consegue desenvolver estre trabalho com excelência. A inserção da Capes nos trabalhos relacionados à educação básica também é de extrema importância, pois a pós-graduação pode desempenhar um papel relevante na melhoria deste nível de ensino."

trienal-3092013-IMG 9961
Diretor de avaliação da Capes destacou a importância da avaliação para o avanço da pós-graduação brasileira (Foto: Guilherme Feijó - CCS/Capes)


Durante a abertura, o diretor de Avaliação da Capes, Lívio Amaral, também ressaltou os objetivos da Avaliação Trienal, como certificar a qualidade da pós-graduação, identificar assimetrias e possibilitar a criação de novos programas de indução e fornecer estudos e subsídios para ações governamentais e de demais instituições do país.

Além de coordenadores de programas de pós-graduação, também estiveram presentes na abertura outros diretores e servidores da Capes, representantes do CNPq, Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras e do MEC.

Nesta primeira semana, serão avaliados por 290 consultores os cursos das grandes áreas Ciências da Saúde e Ciências Exatas e da Terra. Na segunda semana, serão analisados cursos das grandes áreas Ciências Sociais Aplicadas; Engenharias; Linguística, Letras e Artes; e Multidisciplinar. Na terceira os cursos das Ciências Agrárias e Ciências Humanas e, na quarta, cursos de Ciências Biológicas e o complemento dos cursos das grandes áreas Linguística, Letras e Artes; e Multidisciplinar.

Avaliação Trienal 2013
A avaliação da pós-graduação stricto sensu é realizada pela Capes desde o ano de 1976. Ao longo de quase 40 anos, se consolidou como instrumento de grande importância para o Sistema Nacional de Pós-Graduação e para o fomento, tanto por parte das agências brasileiras, como dos organismos internacionais.

trienal-3092013-IMG 9928
Cerca de 1.200 consultores participarão das quatro semanas de avaliação (Foto: Guilherme Feijó - CCS/Capes)

As atividades contarão com 1.200 consultores vindos de todas as regiões do país. Eles estarão distribuídos nas comissões das 48 áreas de avaliação durante quatro semanas de intenso trabalho. No total, serão avaliados 5.700 cursos de mestrado e doutorado. Todo o processo levará em consideração as atividades dos anos de 2010, 2011 e 2012 e serão consideradas todas as informações prestadas pelos cursos neste período.

A avaliação cumpre o papel de analisar detalhadamente o panorama e atividades dos programas de pós-graduação no Brasil e, assim, atestar a qualidade dos cursos e acompanhar a qualificação dos mesmos. A avaliação resulta em elementos e indicadores que permitem induzir e fomentar ações governamentais de apoio à pós-graduação. Como decorrência, é possível impulsionar o avanço científico, tecnológico e de inovação e oferecer uma agenda de políticas acadêmico-científicas para diminuir as assimetrias entre regiões do Brasil e áreas do conhecimento.